A nicotina é o que causa a dependência ao cigarro*.
Assim, vale a pena entender como ela age no organismo.

A nicotina causa dependência ao cigarro e o torna agradável. É uma substância que ocorre naturalmente no tabaco. Ao tragar a fumaça do cigarro, uma grande quantidade vai para os pulmões e passa para o sangue, atingindo o seu cérebro em alguns segundos. No cérebro, a nicotina causa a liberação de substâncias que dão a sensação de prazer e o relaxam momentaneamente. É a rápida liberação de nicotina no cérebro que promove a sensação de prazer.

O cigarro contém mais de 4000 substâncias químicas, sendo que, pelo menos 50, aumentam o risco de câncer.

Quando você fuma por muito tempo, o cérebro se modifica e começa a esperar a nicotina. Ao fumar, você inala nicotina e com o tempo, seu cérebro aumenta o número de novos receptores ávidos por nicotina. Quando você para de fumar, os receptores deixam de receber a nicotina de que precisam e gritam por mais. É por isso que você sente o desejo intenso de fumar e os sintomas da síndrome de abstinência, tais como irritabilidade e inquietação, que podem acabar com a sua força de vontade.

Um mito popular sobre o fumo é que a nicotina do cigarro causa câncer e outros riscos à saúde. A verdade é que além da nicotina o cigarro contém mais de 4000 substâncias químicas, sendo que, pelo menos 50, aumentam o risco de câncer**

Esta é uma razão pela qual a nicotina pode ser usada na Terapia de Reposição de Nicotina (TRN). Neste tipo de tratamento, você substitui a nicotina dos cigarros pela Nicotina Terapêutica, que é liberada de modo diferente, através de NiQuitin Adesivos.

É um modo mais seguro de receber a nicotina pois não ocorre inalação dos outros produtos químicos perigosos do cigarro. A Nicotina Terapêutica ajuda a reduzir a tentação de fumar e facilita a redução ou o abandono do tabagismo. Com o tempo, você reduz gradualmente a quantidade de Nicotina Terapêutica até parar de fumar ou de fazer a TRN.

Se estiver preocupado com a perda da aparência jovem, pesquisas mostram que parar de fumar pode ser o primeiro passo para interromper os danos causados pelo fumo na pele*.

Estudos demonstram que o cigarro pode conferir uma aparência mais envelhecida. Quem fuma mais de 20 cigarros por dia tem três vezes mais chance de desenvolver rugas prematuramente do que não-fumantes*. Um efeito que é tanto inevitável como irreversível, e mais comum nas mulheres. Para aquelas que estejam preocupadas com o envelhecimento, parar de fumar deve estar no topo da lista de coisas "para fazer".

MANTENDO A SUA PELE COM APARÊNCIA JOVEM

Há muitos tratamentos contra rugas e cremes antienvelhecimento por aí, mas se você é fumante, poderá começando parando de fumar.

Há inúmeras estratégias para parar de fumar. Este site contém muitos conselhos que ajudam a encontrar a maneira que seja melhor para você. Se quiser usar os produtos como auxiliares na sua jornada, acesse a seção de produtos para detalhes sobre as opções de NiQuitin disponíveis.

*Referência: Portal da Saúde –SUS
** Referência: inca.gov.br
*** Referência: Ernster, V., Grady, D., Mike, R., Black, D., Selby, D. & Kerlikowske, K. “Facial Wrinkling in Men and Women, by Smoking Status”, American Journal of Public Health

¹1.Shiffman S.GorslineJ. GorodetskyCW. Efficacyofover-the-counternicotinepatch. NicotineandTobaccoResearch.2002. 4: 477-483